O Luxo na Região do Porto ao Tempo de Filipe II de Portugal (1610)

Título: O Luxo na região do Porto ao Tempo de Filipe II de Portugal (1610)
Coordenador: Gonçalo de Vasconcelos e Sousa
Editor: UCE/CITAR/CIONP
ISBN: 978-989-8366-41-2
Ano de Edição: 2012
Nº de páginas: 445 p.
Preço: -
Encadernação: Capa mole

O Porto, cidade comercial de grande expansão no século XVI, permitiu a acumulação de uma grande quantidade de riquezas nesta urbe do Norte de Portugal, e que eram propriedade de um assinalável número de cidadãos e por outros habitantes da cidade. Em 1609, em função da pragmática de Filipe II de Portugal, foram obrigatoriamente registadas, com indicação do nome, morada, as peças detidas por essas pessoas.

Este documento revela-se importantíssimo para o conhecimento, sobretudo, da prataria e da joalharia do século XVI na cidade, dos usos, costumes e utilização das peças, e por quem, e permite perceber o papel desses objectos no dia-a-dia dos diversos estamentos da sociedade portuense, sendo muito pouco comum este tipo de informações, a nível nacional, para o período em causa. Revela essencialmente a posse de peças de ouro e prata, mas também indica a presença de exemplares têxteis e outras, que faziam parte da vivência das populações da cidade.

A Pragmática encontra-se aqui estudada a partir dos diferentes pontos de vista dos vários especialistas que sobre ela versam nesta obra.