Encontros

ENCONTROS REALIZADOS

O quarto dos ENCONTROS do CITAR de 2014/15 decorreu na Sala de Executivos, a 14 de Abril de 2015. A apresentação esteve a cargo de Patrícia Moreira com o tema Biodeterioração em objectos culturais: investigação e estratégia

Patrícia Moreira durante a apresentação


O terceiro dos Encontros do CITAR de 2014/15 decorreu na Sala de Executivos, a 13 de Janeiro de 2015. A apresentação esteve a cargo de Frederico Henriques com o tema Aplicações de análise espacial em superfícies pictóricas

Resumo
A Documentação digital de Bens Culturais é uma área emergente na Conservação e Restauro. A respetiva palestra versa o uso de algumas ferramentas informáticas, de sistemas de informação geográfica (SIG), aplicadas à caracterização de superfícies pictóricas. A maioria dos exercícios apresentados constituem os exemplos indicados, em 2013, na tese de doutoramento do autor. Na parte final da apresentação serão referidos os projectos de pós-doutoramento em curso, com vista a um eventual intercâmbio técnico com outros investigadores do CITAR.

Link site projecto
Video projecto

Apresentação de Frederico Henriques


O segundo dos Encontros do CITAR de 2014/15 decorreu na Sala de Executivos, a 16 de Dezembro de 2014. A apresentação esteve a cargo de Yolanda Espiña, que apresentou o projecto The Ethical Dimension of Art

Description
Art and ethos have been in a dialectical relationship from the very beginning of reflexion on human activity in general, and aesthetic activity in particular. This relationship, considered throughout many centuries to be based on an inner bond between beauty, goodness and truth, started being problematized, particularly, from the advent of Modernity on.
Since then, most of the different approaches have been focused on external parameters, whether centring their arguments on a moral antecedent, which would qualify in a moral sense “derived” productions like work arts, or on presuppositions affirming that art has a so absolutely autonomous character that works of art elude further qualification in any moral or ethical sense. Hence, many contemporary approaches, particularly those emerging within the analytical aesthetics – so influent nowadays, especially in the English speaking context - confront this problematic and this apparent disjunction, being the ethical question in/of art a distinctive issue of the most recent developments in aesthetics and theory of arts, very especially addressed to understand the character of a great number of contemporary artistic products.
The aim of this project is precisely to overcome this disjunction, locating the question of ethics in the midst of the artistic production and art works themselves. Therefore, we intend to develop a – as we call it – immanent methodology to analyse ethical issues in the field of art and art products. A final goal will be to test this methodology, contextualising the art products within a theoretical model. This model may offer a lost link between purely formal approaches and contextual treatments, clearly differentiating them also from purely subjective approaches. Hence, we will be in condition to apply to particular cases criteria able to elucidate the ethical perspective inherent to artistic works.

A Prof.ª Yolanda Espiña durante a apresentação


O primeiro dos ENCONTROS do CITAR de 2014/15 decorreu na Sala de Executivos, a 18 de Novembro de 2014.
A apresentação esteve a cargo de José Guilherme Abreu com o tema Siah Armajani. A Arte Pública como ideário.

Resumo
Siah Armajani (1939-) é um escultor de origem iraniana que ainda muito jovem emigrou para os EUA, onde empreendeu uma carreira artística, sediada em Minneapolis, no Minnesota. Para além de autor da uma vasta e reconhecida obra escultórica, Siah Armajani é também um ensaísta, importando salientar a esse título o texto “Manifesto Escultura Pública no Contexto da Democracia Norte-americana” que acompanhou a exposição “Espaços de Leitura” que apresentou, em 1999, no MACBA, em Barcelona. O interesse da obra de Armajani decorre da mesma resultar de um inequívoco engagement a um ideário sócio-utópico-artístico que problematiza o estatuto do regime autoral, e que recusa a autorreferencialidade da obra, circunstância rara no contexto da produção artística contemporânea. Criador de recintos e dispositivos mais do que peças ou instalações, Siah Armajani é um inventor de estruturas funcionais como pontes, gazebos, miradouros e até mesas de piquenique, onde além do pressuposto utilitário, invariavelmente convoca ou integra uma dimensão poético-cultural, por meio da inclusão de poemas, de desenhos ou de citações de autores ou figuras históricas, que dessa forma homenageia. Além de original e esteticamente contemporânea, a obra de Siah Armajani logra resolver, como tentarei demonstrar, um dos dilemas mais amargos da arte contemporânea: o mesmo que Schoenberg brilhantemente enunciou, na passagem que mais acima cito.
Importa finalmente assinalar, que o ideário veiculado pela obra de Armajani não é em absoluto inédito, e que o mesmo coincide em múltiplos aspetos com o ideário do movimento em prol da Arte Pública que se formou na Bélgica, nos finais do séc. XIX, e que deu origem à organização de quatro congressos internacionais de arte pública, dois deles com participação portuguesa documentada.

O Prof. José Guilherme Abreu durante a apresentação

 

2014 


O quinto dos Encontros do CITAR 2014 teve lugar na sala dos Executivos, no dia 17 de Junho. A apresentação esteve a cargo do Prof. Henrique Gomes de Araújo, com o título A Sociedade Orpheon Portuense (1881-2008): Tradição e Inovação

Resumo
Esta apresentação centra-se no tema do pós-doutoramento “Antropologia do Tempo e das Temporalidades do Desenvolvimento” que vem sendo realizado com o objectivo de estudar os processos de concentração de líderes diversos (musicais, empresariais, profissionais de diferentes ordens, culturais, etc.), em sociedades musicais – como o Orpheon Portuense (1881- 2008), o que lhes confere identidade, distinção (P. Bourdieu) e desenvolvimento (J. Ladrière).
Partindo dos conceitos de tempo (M. Heidegger) e do de temporalidade, a investigação em causa procura estudar as formas temporais dos “bens relacionais” (L.Bruni) nas suas expressões familiar, social, e psicológica em períodos de crise sistémica (V.Turner).

O Prof. Henrique Gomes de Araújo durante a apresentação 


O quarto dos Encontros do CITAR 2014 decorreu no Auditório das Pós-Graduações a 20 de Maio de 2014. A apresentação esteve a cargo de Helena Melo, intitulada O pintor Francisco João (act. 1563-1595), materiais e técnicas na pintura de cavalete em Évora na segunda metade do século XVI

Resumo
Esta apresentação resume a investigação de doutoramento realizada com o objectivo de analisar os materiais e caracterizar as técnicas de execução de 56 pinturas sobre madeira, atribuídas ao pintor eborense Francisco João (act. 1563-1595…). Distribuídas pelos distritos de Évora, Beja e Portalegre, as pinturas foram observadas in situ sob luz incidente, rasante e radiação ultravioleta; com o auxílio de lupas manuais, de um microscópio digital, e com reflectografia de infravermelho. Recolheram-se amostras que foram, em parte, montadas em cortes estratigráficos e examinadas com microscopia óptica e, em parte, analisadas com µ-FTIR, SEM-EDX, GC-MS, HPLC, MRS e difracção de raios X.

Apresentação da Dra. Helena Melo


O terceiro dos Encontros do CITAR 2014 teve lugar na sala dos Executivos, no dia 29 de Abril. A apresentação esteve a cargo da Prof. Guilhermina Castro, com o título de Processos psicológicos de criação de personagens

Resumo
Este estudo enquadra-se no projeto "Narrativa e Criação Audiovisual", da linha de ação de Teoria da Artes, em articulação com a linha de ação de Arte Visual e Interativa. O projeto coloca particular enfoque na narrativa no Cinema (ficcional e documental) e nas Artes Digitais, palco de análise científica e exploração artística de modos de criação (disrupção e linearidade, interatividade, omissão...), das suas componentes (personagem, estrutura, interator...), e da relação com o contexto social (narrativa como expressão social, efeitos no público...).

A Prof. Guilhermina Castro durante a apresentação


O segundo dos Encontros do CITAR 2014 decorreu na Sala de Executivos, a 18 de Março de 2014.

As apresentações estiveram a cargo de:

  • Henrique Pereira com O Universo Cultural do Poeta Guerra Junqueiro: Da contradição à Unidade Polifónica
  • Carlos Ruiz com O processo de omissão na construção da narrativa no filme documentário: análise de um estudo de caso
  • Pedro Pestana com Automatic Mixing using Adaptive Digital Audio Effects

O primeiro dos Encontros do CITAR 2014 teve lugar na sala dos Executivos, no dia 25 de Fevereiro. A apresentação esteve a cargo de Peter Beyls, com o título Sharing Aesthetic Decision Making with Machines

Resumo
I am interested in identity, interaction, motivation, autonomy, evolution and responsibility – and how such deep notions could possibly be shared with machines. My talk briefly sketches the scientific and artistic context supporting my work with computational aesthetics. Next, an overview is provided documenting the diversity of the various computational approaches developed over the years. Examples include early rule-based systems to create drawings, distributed musical agencies, alternative control structures in performance and evolutionary computer music. Finally, I would like to address the consequences, challenges and potential of software as expressive medium by developing a discussion on the aesthetic foundations of software as art.

Breve Biografia
Peter Beyls is an interdisciplinary artist, exploring computer programming as a medium for artistic expression; he develops generative systems in music, the visual arts and hybrid formats. He studied at the Royal Music Conservatory Brussels, EMS Stockholm, Ghent University and the Slade School of Art, University College London. Beyls was awarded a PhD in Computer Science from the University of Plymouth, UK for his research in evolutionary computing applied to real-time interactive music systems. He pioneered cellular automata in the field of computer music while at Brussels University AI-Lab. Beyls is a researcher at CITAR, Universidade Católica Portuguese, Porto and visiting professor of Media Art at the School of Arts, University College Ghent.

Peter Beyls

Investigadores do CITAR

 

2011 


07 de Abril de 2011
A cidade de Papel: a gravura ornamental de Antuérpia e o Porto, c. 1565-1725. José Ferrão Afonso

04 de Março de 2011
Materiais e Técnicas de Pintores do Norte de Portugal (Projecto QREN). Maria Aguiar

08 de Fevereiro de 2011
Fidelidade e infidelidade nas relações amorosas. Guilhermina Castro

 

2010 


15 de Novembro de 2010
Desenvolvendo a capacidade performativa - Investigando nos campos do ensino universitário e desenvolvimento para aprendizagem e perícia na execução do contrabaixo. Florian Pertzborn

26 de Outubro de 2010
As condições da narrativa fílmica interactiva, dispositivos e recepção. Carlos Sena Caires

15 de Junho de 2010
A relação Professor-aluno em lições de canto individuais: a investigação Longitudinal da personalidade e e ligação adulta. Sofia Serra

5 de Maio de 2010
Arte pública: Sistemas de informação. Antoni Remesar

26 de Fevereiro de 2010
Apresentação das linhas e investigação incluídas no Projecto Materiais e Técnicas de Pintores do Norte de Portugal, ao abrigo do programa NSR. Joan Salgueiro, Sofia Martinez, Sonia Barros Santos, and Ana Maria Aguiar Cudell: case studies

26 de Janeiro de 2010
Investigar, inventoriar e interpretar. Design e desenvolvimento de projectos académicos e institucionais. José Guilherme Abreu

 

2009 


15 de Dezembro de 2009
Plataforma Computacional baseada na Análise de Ambientes Auditivos para a Segregação de Eventos Sonoros em Sinais Musicais. Luís Gustavo Martins

17 de Novembro de 2009
Apresentação de técnicas do projecto Materiais e Técnicas de Pintores do Norte de Portugal (QREN), Ana Calvo e Maria Aguiar. Apresentação projecto, Carla Ferreira, Rita Rodrigues e Ana Brito: estudos de caso.

27 de Outubro de 2009
Biomecânica de pianistas crânio-cervico-mandibulares complexos durante a performance musical. Sofia Lourenço (CITAR) / Miguel Pais Clemente (FMD/UP) / João Carlos Pinho (FMD/UP)

29 de Setembro de 2009
Fundamentos de 7º PQ (como escrever uma proposta para FP7). Luís Teixeira

30 de Junho de 2009
O lugar da Teoria no horizonte das Artes. Yolanda Espiña

28 de Maio de 2009
Piano a dez mãos: uma instalação musical em rede. Álvaro Barbosa

28 de Abril de 2009
Caracterização dos materiais e técnicas da escultura em madeira policromática. Carolina Barata

3 de Março de 2009
Investigação sobre pintura em suporte de madeira na península Ibérica. Do Mediterrâneo ao Atlântico. Ana Calvo

27 de Janeiro de 2009
O projecto DiABlu. Jorge Cardoso

 

2008 


25 de Novembro de 2008
Escolas de piano Europeias: Tendências nacionais de interpretação em piano no séc. XX. Sofia Lourenço

23 de Setembro de 2008
Condicionamentos físicos e psicológicos em músicos de orquestra relacionados com as suas actividades profissionais. Daniela Coimbra

22 de Julho de 2008
Arte e Paisagem. Laura Castro

25 de Junho de 2008
Arte, tecnologia e experiência – um interface. Cristina Sá

28 de Maio de 2008
Génio e irreverência: o pianista e compositor Miguel Ângelo Pereira. Ana Liberal

12 de Março de 2008
A imagem tem de saltar ou o alarme dos signos: a cidade episcopal no Porto intramural do séc. XVI: propriedade, ritual, representação e forma urbana. José Ferrão Afonso

29 de Janeiro de 2008
Um estudo da herança musical Portuguesa: práticas instrumentais em igrejas Ibéricas nos sécs. XVII e XVII (estudo de caso). Paulo Estudante e José Abreu