As Filigranas e Glossário do uso do ouro no Norte de Portugal em livro no Diana Bar

 

Realizou-se no passado dia 21 de Dezembro, no Diana Bar, na Póvoa de Varzim, a apresentação de duas obras: As Filigranas, de Rocha Peixoto, e Glossário do uso do ouro no Norte de Portugal, de Rosa Maria dos Santos Mota e contou com a presença de Luís Diamantino, Vereador do Pelouro da Cultura.

O estudo de As filigranas foi primeiramente publicado em 1908, no tomo II, fascículo 4.º,da Revista Portugália, publicada a 17 de Setembro desse ano na cidade do Porto, e, novamente, em 1967, nas Obras deste autor. É, ainda hoje, de uma extraordinária mais-valia histórica e precisão de descrição das técnicas em Gondomar e em Travassos. Daí a necessidade da sua reedição e disponibilização a um público alargado, através de edição em livro específico.

Ao longo de vários capítulos, o autor guia-nos numa viagem pelas técnicas, artefactos, acessórios (pedras e esmaltes), usos e costumes e conspecto social associados à filigrana, não faltando ilustrações para, entre outras questões, clarificar vários aspectos formais e decorativos das peças mencionadas no texto.

Através da abordagem do tema sob uma perspectiva histórica, técnica e artística, não descurando o respectivo enquadramento sociológico e conceptual, descobrimos uma técnica milenar que, erroneamente, tantas vezes foi considerada como saída do génio português.

Esta reedição, com nota introdutória de Gonçalo de Vasconcelos e Sousa, Professor Catedrático da Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa, surge como uma iniciativa do CIONP – Centro Interpretativo da Ourivesaria do Norte de Portugal, integrado no CITAR – Centro de Investigação em Ciência e Tecnologia das Artes, da Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa. A obra encontra-se fiel ao estudo original, tendo-se apenas actualizado a respectiva grafia.

No que concerne a obra Glossário do uso do ouro no Norte de Portugal visa a conjugação de dois objectivos: uma visão científica desta matéria e a sua divulgação junto do público, numa sensibilização para a tradição do ouro, para os saberes antigos (associados às técnicas), em rápido desaparecimento. Foram recolhidas e registadas distintas formas de uso do ouro, desde Oliveira de Azeméis ao Rio Minho, as respectivas terminologias, registando as distintas iconografias da utilização pelas populações de objectos em metal precioso. De referir ainda que o presente livro, possui uma abrangência cronológica que, em geral, chega à actualidade, remontando aos últimos tempos da Monarquia.

De autoria de Rosa Maria dos Santos Mota, investigadora do CIONP que se tem dedicado ao estudo do ouro popular, este Glossário divide-se em três partes: uma primeira, intitulada “Glossário de execução, certificação e venda”; uma segunda, denominada “Glossário das Tipologias”; e uma terceira, sob o título“Glossário do Uso”. Esta obra conta também com uma nota introdutória de Gonçalo de Vasconcelos e Sousa e pretende ser uma referência para todos quantos se interessem pela Ourivesaria, contribuindo para uma descodificação de conceitos, técnicas, usos e costumes desta arte em Portugal, atendendo às especificidades regionais que a tornam ímpar.

Fonte: http://www.cm-pvarzim.pt/groups/staff/conteudo/noticias/as-filigranas-e-glossario-do-uso-do-ouro-no-norte-de-portugal-em-livro-no-diana-bar